Uma mudança de comportamento está em curso.

Para muitas pessoas, os bens duráveis são sinônimos de patrimônio e refletem, em parte, o sucesso econômico alcançado. Mas esse comportamento parece estar mudando no mundo todo, acompanhando a nova onda dos serviços por assinatura.

Nos Estados Unidos o modelo de aluguel de veículos de longo prazo, conhecido como leasing operacional, já é responsável por mais de 50% das vendas de automóveis novos. Também, na Europa os automóveis por assinatura já são amplamente utilizados, mostrando que era uma questão de tempo até que o paradigma do veículo como patrimônio mudasse no Brasil. Segundo a ABLA (Associação Brasileira das Locadoras de Automóveis), dos 1.988.601 automóveis e veículos leves emplacados em 2018, 217.848 foram para locação. São cerca de 11%, e esse percentual está em franco crescimento.

Novo modelo de locação de longo prazo aposta na mudança de paradigma, com o automóvel deixando de ser um patrimônio

Empresas dominam o mercado

O maior mercado para a locação de longo prazo continua sendo o de pessoas jurídicas: as empresas já perceberam há muito tempo que ao invés de imobilizar recursos para adquirir suas frotas de veículos, é mais vantajoso utilizar os serviços de locação. A grande mudança recente é que as pessoas físicas estão percebendo os mesmos benefícios, e passaram a encontrar esse serviço disponível em algumas empresas de locação.

A aposta nesse novo modelo de negócio está se espalhando por todo o mercado de locação, e o otimismo do setor com a mudança de cultura dos consumidores brasileiros é grande. Os novos formatos de contrato estão crescendo muito acima da média das demais categorias, e o mercado volta sua atenção para o público executivo, um nicho ainda pouco explorado.

“Carro para mim é conforto. Percebi que aderir ao serviço de locação de um carro executivo seria mais vantajoso para mim.”

— Afirma a fonoaudióloga Cristiane Santos, 48 anos.

Fico com o veículo por um período de 12 meses, somente com a preocupação de abastecê-lo, e ao final do contrato faço a renovação e troco por outro modelo zero. Atualmente estou com uma HRV EX – 2019.” , diz Cristiane.

O perfil do consumidor moderno mostra que estamos na era do ‘usar’ e não ‘ter’ e, esse comportamento também chegou aos veículos para pessoas físicas.

Quais as vantagens de alugar carros?

Entre os argumentos mais convincentes dos que defendem o modelo de veículo por assinatura estão as vantagens econômicas: o valor a ser gasto para a compra de um automóvel pode ser direcionado para uma aplicação financeira, gerando ganhos financeiros ao invés das perdas pela desvalorização do veículo.

Outro argumento é combinar vantagens financeiras com praticidade, já que a mensalidade do carro por assinatura inclui os custos de documentação, IPVA, seguro, manutenções, assistência 24 horas e outros. Todos esses serviços e seus custos são responsabilidade do locador do veículo e, o usuário/ locatário se preocupa apenas com o pagamento da mensalidade. Ainda na linha de comodidade, está a vantagem de não ter que se preocupar em vender o veículo no momento da troca. Ao final do contrato, basta devolvê-lo para a locadora, fazer novo contrato e sair com outro novinho.

Para contratar um veículo por assinatura é preciso estar com a habilitação em dia e válida. Para quem quer um modelo específico, a recomendação da ABLA é procurar a locadora com antecedência. As tarifas variam de acordo com a categoria do automóvel, a quilometragem mensal prevista e os serviços desejados. Quanto maior o período de locação, é possível que as taxas fiquem menores.